FANDOM


Balfrug KreeyathMembros
Balfrug Kreeyath
Inglês Kreeyath Balfrug Kreeyath
Lançam. 26 de agosto de 2007
Combate
Nível Vida EXP Combate EXP Condição física
102 7500 766.3 252.9
EXP Equip. (2M/MP & Armad./MS)
— / — / —
Agressivo Venenoso
Sim Não
Ofensivo
Ataque máximo
Ataque Combate à distância Magia Ataque Especial
0 0 750 0
Estilo Velocidade
Magia ícone
5 ticks (3,0s)
Níveis de Combate
Ataque Combate à distância Magia
0 0 73
Precisão
Ataque Combate à distância Magia
0 0 1608
Defensivo
Armadura Defesa ícone Fraqueza
1.299 73 Fraqueza a setas ícone
Afinidades
Fraqueza a setas ícone Ataque ícone Combate à distância ícone Magia ícone
90 45 65 55
Imunidades
Imune a veneno Imune a dano de recuo Imune a atordoamento Imune a drenar estatísticas
Não Não Sim Não

Balfrug Kreeyath é um dos guarda-costas de K'ril Tsutsaroth, juntamente com Zakl'n Gritch e Tstanon Karlak. A julgar pela descrição do seu estudo, o demônio destruiu a cidade do deserto de Ullek durante as Guerras dos Deuses.

Balfrug Kreeyath também conta como um demônio negro para as tarefas do Extermínio Extermínio. Como um demônio, ele é fraco ao poder da Clarão Prateado e Clarão Negro.

História

As origens e a história de Kreeyath permanecem em grande parte incertas. Ele presumivelmente chegou em Guilenor das Dimensões Infernais em algum momento durante a Segunda ou Terceira Era, e foi um forte seguidor de Zamorak durante as Guerra dos Deuses. Kreeyath talvez tenha alcançado fama durante as batalhas no antigo Deserto Kharidiano, enquanto um grande número de divindades e facções lutavam para reivindicar o Deserto Kharidiano.

A derrota de Uzer nas mãos do demônio Thammaron, alertou a cidade de Ullek do perigo potencial em que se encontrava. Pouco depois, o Mahjarrat Azzanadra destruiu os remanescentes do exército de Thammaron, Kreeyath. e um grande número de seguidores de Zamorak (possivelmente incluindo as forças independentes em sua maioria do Lorde Drakan, senhor dos vampiros) sitiaram Ullek, que foi uma das últimas grandes civilizações da Segunda Era que ainda existiam na época.

O povo de Ullek estava preparado para a invasão e lutou contra Kreeyath e o resto dos invasores com soldados humanos e golem de argila de elite. No entanto, apesar das fortes defesas geográficas militares e naturais da cidade, Ullek foi derrotado com facilidade geral. Vários moradores da cidade conseguiram escapar através da complexa rede de túneis da cidade, através da qual fugiram para a pequena cidade de Sophanem, perto do Mar do Sul. Durante o curso da batalha, Kreeyath ganhou seu título "Despoiler of Ullek".

Em algum momento após a Batalha de Ullek, Kreeyath trabalhou como guarda-costas ao lado de Zakl'n Gritch e Tstanon Karlak, dois outros demônios, subordinados de K'ril Tsutsaroth, um dos generais mais poderosos e leais de Zamorak. Perto do fim das Guerra dos Deuses, Tsutsaroth liderou as forças de Zamorak na batalha pela Espada Divina em uma grande caverna em que hoje é a região Trollópolis. Kreeyath ajudou a liderar as forças dentro do túnel contra os militares fiéis à Saradomin, Bandos e Armadyl. Durante o curso da batalha, no entanto, um feitiço causou o congelamento da gélida caverna, deixando Kreeyath e o resto dos combatentes da batalha congelados por milênios.

Em 169 da Quinta Era, o movimento tectônico dentro da Terra Selvagem fez com que a temperatura da masmorra aumentasse levemente, permitindo que muitos de seus combatentes escapassem do estado congelado. Entre estes estava Kreeyath, que sob Tsutsaroth continuou uma batalha que havia sido interrompida por mais de 2.000 anos durante a Terceira Era. Embora a batalha tenha sido notada pelo explorador anão Nestor Peregrine, de Keldagrim e Cavaleiros do Templo, a batalha continua até hoje, e Kreeyath ainda luta para obter a Espada Divina, sem saber que a Guerra dos Deuses acabou. Como muitos outros, Kreeyath parece estar severamente enfraquecido por ficar preso no gelo por tanto tempo.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.