FANDOM


Deuses Antigos

Deuses nas sombras

As Divindades, conhecidas também como deuses, são figuras com poder e energia calculável e capacidade de realizar vários atos notáveis, como criar portais para outros mundos e/ou criar ou destruir vida com relativa facilidade.

Os Deuses ascenderam a este estado por várias razões. Existem maneiras "naturais" de obter o status de um deus, como os Deuses Anciões, que sempre existiram, e Zaros, que foi formado a partir de algum destes. Existem também formas não naturais, como sugar a energia vital de um deus ou apoderar-se de um artefato divino, relíquias criada pelos Deuses Anciões para criar mundos.

Embora seja razoavelmente complicado definir o conceito de "deus", sabe-se que eles tem características únicas, dependendo de seu nível de divindade. Todos eles parecem poder disparar diferentes formas de energia, dependendo de seus atributos. Eles também podem aumentar e diminuir seu tamanho à vontade. Todos os deuses não têm direito à vida após a morte. Em eventual falecimento, sua energia vital é distribuída no mundo, de forma a ser usada para alguma finalidade. Além disso, eles têm limites para seus poderes, não importa o quão poderosos sejam.

A Divindade é dividida em classes que vão de 6 até 1, dos mais fortes para os mais fracos dos deuses.

Presença em Guilenor

Os Dias Antigos

Ficheiro:Deuses Antigos 2.jpg
Deuses Anciões

Guilenor foi criada pelos Deuses Anciões há milhares de anos. O planeta foi originalmente criado com o propósito de ser um "depósito" de Artefatos Divinos, a fim de escondê-los, os deuses criaram criaturas para protegê-los, como os Dragonkin e os Tok-Haar.


Primeira Era

Guthix chega á Guilenor

Guthix chegando a Guilenor

Algum tempo depois, surgiu Guthix, aparecendo através de um portal. Coube a ele a missão de remodelar e dar nome à terra. Guthix trouxe, através de portais, vários tipos de seres, como humanos, anões, gnomos e etc. Usando a Pedra de Jas, Guthix criou runas para serem usadas pelos seres humanos. Tal ato deu origem ao nome "RuneScape" (Mundo das Runas).

Quando Guthix terminou suas tarefas, ele retirou-se para um sono de milênios, esperando que o mundo iria esquecê-lo e que, portanto, ele não teria seguidores ao contrário de outros deuses que haviam causado caos e destruição para o mundo Naragi. Antes de ir dormir, Guthix queria a companhia de Seren, mas esta foi incapaz de acompanhá-lo por sua ligação com os Elfos.

Segunda Era

Após o descanso de Guthix, vários outros deuses instalaram-se em Guilenor, a começar por Saradomin, que usando sua coroa descobriu a presença de mais artefatos divinos em Guilenor e rumou para a dimensão aliando-se aos Icyene, formidáveis criaturas aladas. Armadyl veio pouco depois, estabelecendo-se com seus Aviantese. O Panteão Menaphita também apareceu nessa época, indo habitar as terras do Deserto Kharidiano.

Durante essa época, surgiu o poderoso deus Zaros, que aliando-se a criaturas de índole geralmente má, como Vampiros, Demônios e Wyrms, criou um verdadeiro império na região chamada de Forinthy (hoje Terra Selvagem) e avançou para o Sul, Leste e Oeste. O extenso poderio de Zaros só foi parado no Deserto de Al-Kharid, na chamada Campanha Kharidiana. Ichtlarin, deus do Panteão Menaphita, rumou até Freneskae na esperança de defender seus territórios. De lá, ele conseguiu a lealdade dos Majarrats, uma espécie de seres extremamente poderosos e quase imortais.

Entretanto, a sorte logo mudou para o lado de Zaros quando, a partir de um desentendimento entre o Mahjarrat Sliske e o Panteão Menaphita, os soldados decidiram virar Zarosianos. Usando-os, Zaros era simplesmente imparável. Os Mahjarrats agora ocupavam postos importantes em seu governo, como Zamorak, que era general.

Zaros vs Zamorak

Zamorak insurge-se contra Zaros

.

Pouco a pouco, começou a crescer uma insatisfação com o império do "Lorde Vazio", e Zamorak começou a conspirar contra seu mestre. Para isso, ele juntou forças e recebeu um apoio involuntário das forças de Saradomin, que tinham em sua posse um artefato divino, o cajado de Armadyl. Logo, importantes figurões de Zaros, como o Mahjarrat Lucien e o Vampiro Lorde Drakan estavam a serviço de Zamorak. O Lorde Vazio foi atacado de surpresa pelo seu general mais importante, enquanto os vassalos de Zamorak cuidavam dos aliados de Zaros. Seguiu-se uma luta destruidora, equilibrada por Zamorak ter o Cajado de Armadyl em mãos, usando-o para empalar Zaros. Entretanto, Zaros ainda era um deus, de forma que venceu Zamorak e começou a estrangulá-lo.

Por um motivo desconhecido, o Lorde Vazio tropeçou e caiu sobre Zamorak, empalando-o também. Seu poder fluiu para o Mahjarrat, que segundo relatos, "parecia tornar-se cada vez mais real", enquanto Zaros desaparecia deste mundo, antes criando uma maldição sobre vários que tinham auxiliado em sua queda.

Com a queda do Império Zarosiano, Zamorak agora era um deus. Tal fato foi interpretado por todos os outros deuses como uma clara afronta de um mortal contra eles, de tal forma que Zamorak foi banido. Pouco tempo depois ele voltou. O choque de ideias entre ele e Saradomin, além do interesse na Pedra de Jas, levou ao surgimento das Guerra dos Deuses.

Terceira Era

Com Zamorak retornando e declarando guerra a Saradomin, constatou-se que seu poderio era enorme, visto que ele englobava agora grande parte do exército de Zaros. Saradomin aliou-se a outros deuses e começou uma grande batalha. Porém, em alguns momentos, Saradomin e Zamorak aliaram-se temporariamente para destruir os vestígios da existência do império de Zaros. Por causa disso, tipos como o Mahjarrat Zarosiano Azzanadra e o monstro Nex foram encarcerados.

Atraído pela guerra, outro deus surgiu - Bandos. Este deus parecia guerrear apenas por prazer, e usou especialmente os Duendes como peças em tabuleiros sangrentos. Poucos deuses e espécies não foram arrastados para a guerra. As batalhas alcançaram lugares longínquos, como Hallowland (atual Moritânia), que foi devastada pelo Lorde Drakan.

Cada vez mais a guerra parecia incerta, até que seu destino começou a pender para Zamorak. O deus do Caos reuniu um exército tão grande que nada poderia pará-lo, obrigando a Saradomin, Armadyl e Bandos deixarem suas diferenças de lado e unirem-se em uma tentativa de impedir seu avanço. A aliança entre os três deuses originou a Espada Divina, uma arma tão poderosa que poderia matar um deus. Os Aviantese foram escalados para transportar a espada.

A perigosa missão foi interrompida quando um grupo de demônios zamorakianos emboscou os Aviantese, que foram obrigados a recuar para um templo saradominista no subterrâneo. Saradomin e Bandos enviaram tropas para ajudar os Aviantese, mas logo a batalha se generalizou e os aliados voltaram-se uns contra os outros. Sliske, usando sua capacidade de manipulação, fez os combatentes libertarem Nex de sua prisão, obrigando os quatro exércitos a se juntarem para encarcerar a general de Zaros novamente. Todos foram congelados, mas uma falha tectônica causou o recomeço das batalhas na Quinta Era.

Zamorak na Terra Selvagem

Zamorak destrói a Terra Selvagem

Zamorak, continuando sua campanha, roubou a Pedra de Jas de Saradomin e com ela reduziu a Forinthy a escombros, buscando acabar com qualquer indício da existência de Zaros e seu poderoso império. O fato foi tão grave que fez o Anima Mundi gritar de dor, o que fez Guthix acordar de seu sono. O poderoso deus do Equilíbrio pôs fim a guerra, baniu os outros deuses de Guilenor e criou os Editais de Guthix, impedindo a presença dos mesmos naquela terra. Os deuses dispersaram-se e cada qual foi seguir seu rumo.

Quarta e Quinta Eras

Durante estas duas eras, mesmo banidos de Guilenor os deuses fizeram grandes esforços para retornarem. Bandos foi um exemplo disso, usando a duende Zanik como uma forma de comunicação com suas tropas.

Enquanto isso, Zamorak planejava voltar para Guilenor usando uma falha, uma fenda existente no fundo de Kalaboss. O Mahjarrat Bilrach pôs-se a abrir caminho nas masmorras, disposto a libertar seu mestre, sem sucesso no entanto.

Paralelamente, o Mahjarrat Lucien planejava trair seu mestre, usando o Cajado de Armadyl e a Pedra de Jas para tornar-se um deus. Felizmente, ele foi parado por uma união de organizações e três Dragonkin.

Face zaros

Reaparição de Zaros

Nessa época, um aventureiro e o Mahjarrat Azzanadra descobriram a cidade de Senntisten e o Mahjarrat conseguiu fazer contato com Zaros, em uma comunicação que quase colapsou o Universo. No mesmo episódio, um terremoto danificou uma estátua de Zamorak, mostrando que Zaros pouco a pouco está retomando sua influência sobre Guilenor.

Guthix's slaying

Sliske traiçoeiramente assassinando Guthix

Ao final da era, o refúgio de Guthix foi descoberto e vários exércitos dos deuses, além do aventureiro, rumaram para lá com diferentes objetivos. Guthix conseguiu proteger-se dos deuses. Infelizmente o traiçoeiro Sliske surgiu com o Cajado de Armadyl, assassinando Guthix, autodeclarando-se um deus e iniciando a Sexta Era.

Embora não presente nestas eras, Saradomin passou a ajudar os jogadores com as chamadas Orações, e Zaros também, mas com as Maldições.

Sexta Era

Com a morte de Guthix, os seus Editais foram quebrados, fazendo com que agora os deuses pudessem transitar livremente sobre Guilenor. O primeiro a fazer isso foi Saradomin, que aliou-se a sua general, a Comandante Zilyana, e reuniu um exército.

Houve vários tipos de reação. Um grupo de druidas formou a organização dos Descrentes, ou seja, aqueles que não seguiam nenhum deus e dispensavam suas presenças em Guilenor. Emissários Divinos de várias facções surgiram em RuneScape, denunciando a aproximação dos deuses.

Batalha de Lumbridge

Saradomin e Zamorak batalhando em Lumbridge

Zamorak retornou pouco tempo depois, querendo a energia de Guthix. Ele começou a destruir partes de Lumbridge, mas foi impedido por Saradomin. Os dois deuses começaram uma épica batalha. Durante ela, Saradomin reuniu Sir Owen e o jogador, empregando-os em uma tarefa. Ao término da Batalha de Lumbridge, Saradomin derrotou Zamorak, que foi obrigado a fugir.

Querendo atrair a atenção do deus do submundo, Ichtlarin, Sliske sequestrou Harold Morte e reuniu os deuses mais importantes, propondo uma competição mortal: quem matasse mais deuses ganharia como prêmio a Pedra de Jas, que estaria em seu poder.

Banner oficial - O Pássaro e a Fera

Segunda batalha entre os deuses, desta vez entre Armadyl e Bandos

Com o esgotamento da energia de Lumbridge na batalha entre Saradomin e Zamorak, os deuses viraram-se para a recém descoberta habilidade de divinação. Tal fato originou uma nova batalha, na qual Armadyl e Bandos confrontavam-se enquanto tentavam obter energia. Após uma dura batalha, Armadyl decapitou e esmagou a cabeça de Bandos com a maça do próprio adversário.

Enquanto tudo isso se desenrolava, o retorno de Zaros parecia estar cada vez mais próximo...

Deuses conhecidos

Deuses Anciões

Um quinteto de Deuses que criaram Guilenor, embora só se conheçam três atualmente.

  • Jas - Uma velha deusa associada a areia, e o primeiro Deus Ancião a ser conhecido. Foi um dos três criadores de Guilenor, e escravizou os Dragonkin para que estes guardassem a Pedra de Jas.
  • Ful - Outra deusa anciã, associada ao fogo e lava. Criou os TokHaar.
  • Wen
  • Bik
  • Mah

Deuses mais Jovens

  • Guthix - Um pacífico Naragi que foi confrontado pelo terror das guerras divinas que destruíram seu mundo. Ascendeu à divindade e velou pelo equilíbrio, moldou Guilenor e foi o responsável pelo fim da Guerra dos Deuses. Dormiu um sono profundo até ser assassinado por Sliske, no ano 169 da Quinta Era.
  • Seren - Deusa da paz e natureza, considerada a deusa padroeira dos Elfos.
  • Zaros - Um poderoso deus conhecido como "O Lorde Vazio", responsável por ter o maior império que já existiu em Guilenor. Foi traído covardemente por Zamorak, seu maior general, e derrotado por uma questão de aparente azar. Seu espírito vagou sem rumo até estabelecer-se em Freneskae, onde seu retorno está sendo planejado.
  • Saradomin - Um poderoso deus que ajudou na destruição dos Naragi, tendo imposto medo a Guthix há muito tempo. Aparentemente defensor do Bem e da Ordem, Saradomin é arrogante e às vezes pode executar atos considerados maléficos para conseguir seus objetivos, tudo em nome do "bem maior". Foi um dos principais personagens das Guerras Divinas, e batalhou contra Zamorak na Batalha de Lumbridge, tendo vencido-o.
  • Zamorak - Anteriormente um Mahjarrat prestando obediência a Zaros, Zamorak traiu seu mestre e tornou-se o deus do Caos, guerreando contra os outros deuses na Guerra dos Deuses e quase destruindo a totalidade de RuneScape.
  • Armadyl - Anteriormente um aviansie, Armadyl subiu à divindade usando o Cajado de Armadyl e um segundo artefato divino desconhecido. Com princípios éticos (alguns semelhantes a Saradomin), Armadyl guerreou na Guerra dos Deuses e recentemente matou Bandos.
  • Bandos - O deus da guerra, um ser carniceiro e facínora, capaz de mandar exércitos inteiros para a morte apenas por diversão. Na Quinta Era, ele tentou retornar, mas foi parado por um aventureiro. Na Sexta Era seu retorno consumou-se, mas logo Bandos envolveu-se em uma batalha com [Armadyl]] e foi morto pelo mesmo ao ser decapitado e ter a cabeça esmagada.
  • Marimbo - O padroeiro dos Macacos.
  • Brassica Prime - Um repolho, Brassica Prime parece ser fraca para o nível divino, mas mesmo assim parece participar de decisões divinas, como a competição de Sliske em Morte Presumida.
  • Skargaroth - Um velho deus assassinado antes da Primeira Era, sendo morto por Guthix. Foi um dos três responsáveis pela destruição do mundo dos Naragi.
  • Tuska - Um javali monstruoso que participou da destruição do mundo dos Naragi até ser esfaqueada por Guthix, ficando cega.

Panteão Menaphita

  • Tumeken - Deus do sol e da luz.
  • Elidinis - Deusa da fertilidade e crescimento.
  • Ichtlarin - Deus dos Mortos.
  • Amascut - Também conhecida como "A Devoradora", Amascut é a deusa da destruição, com a função de devorar as almas dos mortos.
  • Apmeken - Deusa da sociabilidade e amizade, sendo um dos deuses mais brincalhões e imprevisíveis.
  • Het - Deus da força e da saúde.
  • Crondis - Deusa da desenvoltura e modéstia.
  • Scabaras - Deus da sabedoria e isolamento.

Outros

  • Lucien - Um poderoso Mahjarrat zamorakiano que tinha o Cajado de Armadyl e a Pedra de Jas, autodeclarando-se um deus e tendo uma rede de espiões e mercenários a seu favor. Foi morto após uma batalha contra três Dragonkin.
  • Sliske - Um traiçoeiro Mahjarrat zarosiano que manipulou povos por gerações afim de conseguir seus objetivos. Ele é o responsável pela morte de Guthix, tornando-se um deus por isso. Ele propôs uma carnificina entre os deuses como uma competição. O vencedor ganharia a Pedra de Jas. Não se sabe se Sliske ainda é fiel a Zaros, mas é provável que não.

Curiosidades

  • O único deus jovem conhecido a obter seus poderes sem matar um deus ou conseguir um artefato divino é Zaros.
  • A habilidade dos deuses de aumentar ou diminuir de tamanho é semelhante a alguns vilões da franquia Power Rangers.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.