FANDOM


SenlitenMembros
Senliten
Soberana, mesmo na morte.
Inglês Senliten the Pharaoh Queen
Lançamento 19 de maio de 2009
Raça Morto-vivo
Gênero Feminina
Vende Não
De Missão
Localização Em sua Mastaba em Uzer.
Uzer Mastaba mapa
Senliten cabeça
Senliten, a Rainha Faraônica, governou as terras ao sul de Al-Kharid, hoje conhecida como o Deserto Kharidiano. Ela é convocada durante a missão Missões Em Busca da Múmia Perdida, onde o jogador tenta reunir as partes de seu corpo e nome que foram separadas durante um ritual de embalsamamento ou movidas durante as invasões em seu Mastaba ordenadas por Ali Morrisane.
Uzer Mastaba

Mastaba (Tumba) da Rainha Faraônica.

Seu nome verdadeiro é Senliten. Seu nome é mencionado em uma inscrição em uma porta falsa na tumba. A inscrição lê: A seguidora do Sol, A serva de Icthlarin, seguidora dos grandes, golpeado de horrores. Senliten.

Quando ela tinha entre 3 e 4 anos de idade, ela estava brincando nas florestas de pinheiros no leste de Kharidian, enquanto era vigiada por um servo idoso. Sendo jovem e ágil, ela conseguiu se afastar de seu antigo observador, indo para a selva profunda. Lá ela quase foi atacada por um Chacal, mas foi salva pelos Macacos do Deserto que viviam na selva, que assustou o Chacal. Os macacos a levaram até a borda da floresta até que os homens de seu pai a encontraram. O servo idoso foi então morto por estar acorrentado a uma estaca no meio das terras quentes.

O jogador também conserta ou substitui alguns dos móveis e itens que recebeu em preparação para a vida após a morte, e repara os altares de cada um dos Deuses do Panteão do Deserto.

Quando ela estiver completa, ela vai falar sobre a história da terra que ela governou uma vez. Ela se refere à sua terra como planícies, densamente arborizadas e ricas em caça, sugerindo que o deserto nem sempre era um terreno árido. Ela também menciona Zaros pelo nome, indicando uma origem precoce da Segunda Era, antes que ele ganhasse o controle do Mahjarrat.

Algum tempo depois de sua morte, veio a queda de seu reino. Ela passou muito de seu governo lutando contra seus inimigos do norte, mas sua terra acabaria por cair para a ira dos deuses.

Ela parece ter muito orgulho em ser o primeiro faraó a ser enterrado em um Mastaba. Durante seu governo, ela deu à luz um filho, Osmumten, um único herdeiro que asseguraria a continuação de ambos, seu reino e sua linhagem. Seu diálogo sugere que o jogador ou Leela também são da mesma linhagem.

Ela também dá uma visão mais aprofundada aos Deuses do Deserto. Ela afirma que Amascut e Scabaras nunca foram tão destrutivos quanto agora, e fala sobre uma possível redenção.

Ela também desempenha um papel vital em Missões A Maldição de Arrav ensinando o jogador sobre a preservação de órgãos e partes do corpo, frustrando assim os planos do Zemouregal no Décimo Oitavo Ritual e permitindo que Arrav finalmente descanse em paz.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.